Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Notícias e eventos

05
Junho 2012

Inadimplência sobe 4,32%

A inadimplência dos consumidores apresentou alta de 4,32% em maio deste ano, na comparação com igual período do ano passado, segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Segundo a economista do SPC e da CNDL, Ana Paula Bastos, a alta da inadimplência era esperada, devido à diferença de cenários econômicos este ano e em 2011.

“Ano passado, estávamos com restrição de crédito, taxas de juros em patamares maiores. Neste ano, temos aumento da oferta de crédito, taxas de juros em patamar menor, redução de IPI [Impostos sobre Produtos Industrializados] e IOF [Impostos sobre Operações Financeiras]”.

Ainda de acordo com a economista, o consumo facilitado e a falta de planejamento orçamentário das famílias fazem com que haja aumento da inadimplência. Apesar de, nessa comparação de maio com mesmo período do ano passado, haver aumento da inadimplência, a passagem de abril para maio “reflete um cenário mais confortável para o endividamento do consumidor”, segundo o relatório.

Entre abril e maio, a inadimplência registrou forte recuo de 8,03%. Com isso, no acumulado de janeiro a maio, há sinais de desaceleração da inadimplência com queda de 0,53%, ante igual período do ano passado.

Segundo Ana Paula, a queda da inadimplência em relação a abril ocorre porque os consumidores querem limpar o nome para a compra do Dia dos Namorados, festejado no dia 12 deste mês.

“As pessoas querem limpar o nome para voltar a consumir”, afirmou. A economista orienta os consumidores a fazer reserva de dinheiro para as compras e ainda a evitar “emprestar o nome para terceiros”.

Os dados também mostram que as consultas no SPC Brasil, que refletem o nível de atividade no varejo, teve alta de 4,09% em maio, ante igual período de 2011.

“A comparação entre maio e abril, com expansão de 13,7% nas vendas a prazo, é mais um indicativo dessa resiliência da demanda interna brasileira, o que reforça o otimismo do varejo para o restante do ano”, diz o relatório. No acumulado do ano, esse indicador tem alta de 4,23%.

Segundo o SPC Brasil, houve aumento de 1,7% em maio, na comparação com igual mês do ano passado, no número de cancelamento de registros de consumidores inadimplentes. Na comparação com abril, a expansão foi de 9,5%. No acumulado do ano, a alta é de 2,08%.

A pesquisa do SPC Brasil e da CNDL envolve consulta em mais de 150 milhões de Cadastros de Pessoa Física (CPF) de consumidores em 800 mil pontos de vendas credenciados. (Agência Brasil)

Mais notícias e eventos

Nossa localização

Receba nossos boletins por e-mail