Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Notícias e eventos

15
Maio 2012

Anfavea pede que governo pressione bancos

Representantes da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) pediram hoje ao governo que pressione os bancos a retomar a concessão de financiamentos para a compra de veículos. Em reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a entidade informou que somente o impulso ao crédito pode reverter o cenário de queda das vendas e alta dos estoques.

“O problema é fundamentalmente crédito”, disse o presidente da associação, Cledorvino Belini. “Os bancos estão mais cuidadosos por causa do aumento da inadimplência, que passou de 2,5% para 5% [dos financiamentos com atraso de mais de 90 dias] desde o fim do ano passado”, declarou.
De acordo com Belini, o travamento do crédito fez o tempo de estoque dos veículos aumentar. Atualmente, informou ele, os caminhões ficam de 45 a 50 dias no pátio das fábricas e das distribuidoras, e os carros levam de 40 a 45 dias para serem vendidos depois de saírem da linha de montagem.
Para o presidente da Anfavea, a redução de juros pelos bancos dará impulso às vendas de carros. “Assim que a inadimplência cair, a situação do crédito vai se normalizar e as vendas voltarão a subir”, destacou. Em relação aos caminhões, no entanto, Belini disse que as perspectivas não são muito otimistas porque a demanda está sendo influenciada pela desaceleração da economia.

Segundo Belini, a procura pelos financiamentos do Finame – linha de crédito para a compra de máquinas e equipamentos com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – destinados a compra de caminhões está abaixo do esperado. “Também pedimos que o governo acelere a concessão de financiamentos para o setor”, ressaltou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais notícias e eventos

Nossa localização

Receba nossos boletins por e-mail